Archive for Ação & FPS

Jogos de ação em Flash

Ainda me lembro do período “pré-webgames”, onde o único meio de encontrar um bom jogo era indo a uma locadora e alugando um jogo. O aluguel de um jogo geralmente custava em torno de 5% do preço do mesmo – e você só teria direito a usá-lo por dois dias! Com o advento dos webgames, esses jogos em flash que vemos em inúmeros websites, podemos dizer que houve uma grande mudança – e essa mudança hoje é levada até mesmo aos jogos para console e PC (desktop).

Jogos de ação em Flash

Falemos, por exemplo, dos jogos de ação: antes do sucesso dos “jogos free” na web, se eu queria um bom jogo como Doom ou Contra 3 (o que foi? Amo a “Era SNES” ), eu precisaria comprar o cartucho ou alugar o jogo (ou encontrar a rom do mesmo para baixar e jogar, algo que durante um tempo foi quase completamente censurado e hoje é bastante fácil até). Agora, nós temos não somente inúmeros jogos de ação em Flash, como o próprio Doom já foi recriado em flash por algum fã e há novas versões criadas por fãs – algumas até no “estilo RPG”. Wow!

Atualmente, há inúmeros jogos de ação em Flash espalhados pela web. Um dos jogos que gosto é Smurphin in Brooklin, jogo no estilo shooter onde você é um smurph gangster que decidiu declarar guerra aos outros smurphs – yeah! Se desejar jogar o mesmo, basta clicar na imagem abaixo:

Um outro jogo do qual também gosto muito é o Arm of Revenge, jogo de luta muito interessante com um sistema de habilidades que exige conquistar pontos de experiência e evoluir o level do seu personagem a fim de conquistar novas habilidades e tornar-se mais forte, tudo isso em um estilo “hit and run”, isto é, “bata e corra”. Para conhecer o mesmo, basta clicar na imagem abaixo:

Há, claro, pessoas que preferem simplesmente rejeitar os jogos de ação que há por aí nos vários websites – o que obviamente não é o meu caso. Cada tipo de jogo encaixa-se perfeitamente com um tipo de ocasião. Por exemplo, para mim, neste momento, em que trabalho em frente a um computador em minha própria casa, é perceptível que poder jogar uns cinco ou dez minutos entre uma tarefa e outra em um flash game site é muito mais interessante do que ter um console ligado para jogar nele, não?

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Binary Domain


Este é o nome de um dos mais novos jogos da SEGA, desenvolvido pela Yakuza Studios , sob a direção de Toshihiro Nagoshi e Jun Yoshino, para as plataformas PlayStation 3 e XBox 360 . Trata-se de um shooter em terceira-pessoa tático, baseado em equipe (uma das tendências quando se fala em shooters atualmente, não é?) com “ares” de O Exterminador do Futuro (ao menos foi a sensação que tive, em parte, vendo os trailers do gameplay).

É esperado seu lançamento para fins de fevereiro de 2012 , quando poderemos nos deleitar com um enredo em que a humanidade estará diante de um grande problema, provocado pela invasão de Tokyo por robôs humanoides altamente inteligentes. E onde estará o jogador em meio a tudo isso? Simples, no controle de uma equipe de pacificação (em outras palavras, homens armados até os dentes, prontos para o que vier), coordenando as atividades de sua equipe a fim de cumprir as missões geralmente envolvendo confrontos com androides.

Aos poucos, o jogo busca levar o jogador a uma reflexão em torno de quem são os reais invasores: os humanos, tornando-se cada vez mais robotizados, ou os robôs, tornando-se cada vez mais humanos? Como se pode esperar de um grande jogo atualmente, há um grande foco na inteligência artificial e no módulo de combate bem como na narrativa que, por sinal, é afirmado utilizar-se de um sistema de consequência que leva em consideração as decisões do jogador para não somente determinar seu relacionamento com seus colegas bots, mas também para determinar o rumo do enredo.

Como já disse, o trailer do jogo lembrou-me bastante um outro jogo, o Terminator Salvation, versão arcade (desculpem-me, não tenho PS3 – ainda – então esse só dá para jogar em arcade), um dos jogos do Exterminador do Futuro. A qualidade gráfica é muito boa, trazendo gráficos e física bastante realistas. Espero realmente que o “consequence system” realmente faça a diferença, tornando a experiência do jogo do ponto de vista da narrativa algo realmente inovador – estamos realmente precisando de inovações, quando o assunto é tactical shooters.

Abaixo, o primeiro trailer oficial do jogo:

Espero que, após assistir o mesmo, concorde com a minha opinião sobre a “primeira impressão” que o jogo nos passa. Abaixo, um outro trailer, bem mais recente:

Bem, é isso. Estou voltando aos poucos à “direção do blog” e espero que tenham gostado deste artigo!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Kinect Star Wars

Kinect Star Wars

Lançado pela LucasArts o novo jogo da série Star Wars que será lançado para XBox 360 é presença garantida na Gamescom. O jogo inova ao usar o Kinect dando ao jogador uma experiência totalmente nova. Houve algumas críticas ao fato do personagem seguir um caminho pré-determinado não podendo assim explorar o cenário, mas o sistema de lutas foi bastante elogiado.

Nas lutas o jogador receberá o papel de um aprendiz de cavaleiro Jedi e poderá se movimentar livremente usando o corpo, além de contar com seu inseparável sabre de luz que será manejado com a mão direita e com a força na mão oposta.

A história ocorre entre o final de Star Wars: Episódio I até o começo do Episódio III, podendo o jogador se encontrar com personagens históricos como Darth Vader. O jogo ainda dá a possibilidade do jogador pilotar um X-Wing onde os tiros são disparados com movimentos do braço. Outra característica que os fãs adoraram é que o jogador tem a chance participar de corridas de Pod Racers eletrizantes com vários obstáculos que podem ser destruídos.

Além de tudo o que já foi citado a Microsoft resolveu lançar uma versão especial do XBox 360 com o tema baseado no jogo e traz dentre tantas características um console da cor do R2-D2 que emite os sons tradicionais do robô quando ele é ligado e desligado ou quando a bandeja de CD é aberta ou fechada e vem acompanhado de um joystick da cor do C-3PO (para que, se no jogo não dá para usar?) e um Kinect branco além do próprio jogo e do jogo Kinect Adventures e tem ainda conteúdo exclusivo para download.

Por Florêncio Natan

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Epic Games banirá jogadores spoilers!

Jogador que fizer spoiler de Gears of War 3 será banido!

A Epic Games anunciou que o jogador que for pego fazendo spoiler do Gears of War 3 online será banido do jogo em rede e portanto não poderá aproveitar algumas de suas vantagens como campanha co-op e arcade e os modos multiplayer competitivo.

Rod Fergusson, produtor executivo do jogo disse que isso vai contra tudo que a empresa está tentando fazer para trazer novas experiências para o jogador. Segundo o produtor, o jogador que gosta de estragar as surpresas dos outros simplesmente não se preocupa com a experiência daquele que irá jogar o game, disse também que é muito melhor acabar com um usuário ruim para que todos os demais possam se divertir.

Rod Fergusson falou que a equipe estará atrás de qualquer violação de seus termos e também afirmou que eles têm um excelente sistema de ban que irá permitir a identificação do infrator e a possibilidade de puni-lo. Ainda segundo o mesmo “Eles vão se decepcionar em 20 de setembro, quando eles não puderem entrar e não puder jogar. Eles podem ser proibidos”.

A Epic considera muito importante para a trilogia a história de Gears of War 3 e já havia avisado antes que iria fazer algo com aqueles que revelassem parte de história, mas não pareceu ser algo tão sério. Em julho a Microsoft, publicadora do jogo, disse que estava investigando vídeos no You Tube, pois segundo a Epic imagens do jogo final haviam aparecido em tal mídia.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

inFamous 2

Alguns de vocês devem lembrar de inFamous, um jogo prometido como uma grande exclusividade que deixaria o Playstation 3 muito mais hardcore. Seu lançamento coincidiu com o de Prototype e apesar de ter feito um grande sucesso também recebeu críticas negativas.

Sobre a versão e dublagem em português…

A história de inFamous 2 continua onde parou no seu antecessor e traz um breve resumo sobre o que aconteceu no jogo original, situando assim aqueles que não o jogaram. Mal começa o jogo e o jogador já é exposto a dois desafios: vencer um monstro nada bonzinho e estar pronto para a dublagem do jogo que, em língua portuguesa, apresenta-se de forma bastante agressiva, vamos assim dizer. É claro que, vivenciando a experiência do personagem, palavrões são somente parte do universo vivido, o problema é que o jogo acabou levando isso muito ao extremo. Em alguns momentos, você pode até mesmo ouvir um pedestre gritar palavras obscenas, mesmo que ele não esteja sendo alvo de ataques!

Continuando a trama do primeiro inFamous, o jogo ainda gira em torno de tornar o protagonista algo como um messias deste novo mundo. Se você, amigo, possui o primeiro jogo e jogou-o até o fim, pode agora importar o seu save para inFamous 2, o que lhe trará algumas vantagens. Tal ação não terá um grande impacto no jogo, entretanto pode ajudá-lo ao conferir alguns bônus e já iniciar com o alinhamento em que parou no jogo anterior.

Imagine uma New Orleans devastada por um tsunami – pois é exatamente isso que New Marais, onde se passa o segundo jogo, é. Para quem jogou o primeiro jogo, pode considerar esta como sendo uma versão um pouco ampliada, melhor estruturada e um pouco mais povoada da cidade anterior. Em sua estrutura encontramos regiões com prédios bastante altos, áreas com residências baixas e áreas comerciais com casas noturnas. Apesar da diversidade e quantidade de construções, a boa organização dos cenários contribui com a facilidade de acesso a cada uma das mesmas. New Marais é também uma cidade mais movimentada. Há muito mais transeuntes nas ruas agora e sua movimentação não é mais a de simples zumbis, perdidos. Os moradores não somente caminham pelas ruas, mas também interagem entre si e reagem às suas ações, dando um aspecto mais humano.

Algumas melhorias no novo inFamous

A equipe de desenvolvimento não mediu esforços para atender as reclamações dos seus usuários. Quem achava a movimentação pela cidade lenta e chata, agora perceberá que está bem mais fluida e veloz. Maior presença de combate corpo-a-corpo. Se antes haviam queixas quanto aos golpes de curta distância executados por Cole, com a introdução de uma espécie de machado e de combos, a coisa ficou bem melhor. Claro, os combates a longa distância não foram removidos, mas agora há muito mais opções para o jogador lutar.

Entretanto, o editor de missões precisa ser melhor trabalhado. Devido a isso, o processo de criar uma missão pode ser bastante entediante. Acessar o modo de edição é fácil, basta pausar o jogo e acessar a opção correspondente, e a partir de então o jogador poderá posicionar inúmeros objetos pelo mundo do jogo. Uma limitação que dificulta bastante a edição de cenários é o fato de que objetos não podem ser agrupados ou sobrepostos, de tal forma que o jogador somente pode colocar um objeto em cada posição do mapa.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Bayonetta – Assassinos também usam saias

E aqui está o jogo Bayonetta, um jogo que, como a crítica apelidou, trata-se de Dante (de Devil May Cry) usando saia. 🙂

Se você já tiver jogado qualquer um dos jogos da série Devil May Cry deve saber que a fluidez das lutas e combinações possíveis de golpes marcam (e como marcam!) o jogo. Pois bem, isso se deve ao fato de que a Platinum Games, produtora do jogo Bayonetta, é também a produtora dos jogos da série Devil May Cry (e Viewtiful Joe, se bem me lembro, também).

O jogo já fora lançado no Japão e na América do Norte para PlayStation 3 e XBox360 e quem se interessar pode baixar o demo do jogo por meio da PlayStation Network ou da XBox Live.

A história do jogo é bem simples: a protagonista é uma poderosa bruxa que acorda após 500 anos sem lembrar de quem é ou o que lhe aconteceu. Aos poucos ela retoma parte da memória e lembra-se de uma disputa entre duas grandes facções de guerreiros (os Umbra Witches e os Lumen Sages), que desaparecem misteriosamente de Vigrid, uma cidade fictícia na Europa. Bayonetta, então, entra em uma jornada para descobrir o que aconteceu a eles e qual a ligação consigo mesma.

Apesar de já termos God of War (série), Ninja Gaiden e Devil May Cry (série), o jogo Bayonetta tem agradado bastante e é muito procurado pelos jogadores. “Viciante”, como costumamos dizer. 🙂

E para não ficarmos assim, só nas palavras, decidi trazer aqui o trailer apresentado na última Tokyo Game Show:

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Resident Evil 5 Alternative Edition vem por aí!

Olá pessoal! Após muito tempo sem publicar novidades sobre jogos de PCs e consoles, estou de volta com mais uma grande novidade. 🙂 Antes de mais nada, desculpem-me a demora, mas quando as coisas apertam por aqui, atualizo só o que dá, mas agora aliviou um pouco!

Agora que voltei a respirar, fui logo ver as novidades sobre o Resident Evil 5 Alternative Edition, de tão prometido e esperado que ele é.

Anunciado pela Capcom durante a Tokyo Game Show, com lançamento previsto inicialmente para PS3 e XBox360, deixou os jogadores de PC chateados já que mais uma vez precisarão lidar com a dúvida se terão uma versão do jogo bem como quando sairia a mesma. A escolha do PS3 como plataforma inicial busca empregar o uso do PS3 motion controller, como todos já devem saber.

O jogo RE5 Alternative Edition (ou Resident Evil 5 Alternate Version, se preferir) trará a missão de Jill e Chris na mansão de Spencer, que é vista em RE5 somente como rápidos flashbacks não jogáveis.

Ainda não se tem muitas informações sobre como será o jogo, o que dificulta qualquer tentativa de prever como será o mesmo ou a sua jogabilidade, restando-nos somente saber que buscará utilizar-se da sensibilidade do controller para tentar trazer o jogador para dentro do jogo.

Ah, e já que eu já estou bem atrasado com vocês, venho mais uma vez já trazendo o trailer do jogo para que possam assistir e tentar imaginar como ele será:

Agora, é esperar para ver se Resident Evil 5 Alternative Edition será um jogo realmente memorável da franquia ou somente mais uma forma de ganhar dinheiro. 😉

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Wallpapers de Resident Evil 5 – parte 1

E aqui estamos nós, outra vez, falando sobre Resident Evil 5, um dos jogos mais bem recebidos em 2009. Desta vez, viemos apresentar-lhe alguns wallpapers deste jogaço!

Selecionamos o wallpaper (papel de parede, como preferem chamar por aqui) a ser apresentado hoje a partir dos wallpapers oficiais do jogo Resident Evil 5. E nada melhor do que a escolha por um wallpaper com Sheva, um dos personagens chave do jogo.

Para quem não sabe ou não lembra (hã? ETs entre nós? \o/ ), Resident Evil 5 é um “marco polêmico” na história da série Resident Evil, pois marca o ponto em que a série deixa o estilo survival horror e passa a trabalhar com o gênero ação. Além disso, o ambiente do jogo muda completamente, indo passar-se na África, e não mais na cidade de Racoon City e suas vizinhanças.

A fim de visualizar o papel de parede, basta clicar no link da opção de resolução desejada e você verá em tela a imagem inteira do papel de parede (que também poderá ser salva). Para somente salvar o papel de parede, clique com o botão direito do mouse sobre o link da resolução desejada e escolha a opção “Salvar como”…, ou “Save as… ou “Salvar link como…”.


1024 x 768 | 1280 x 1024 | 1280 x 1024 | 1600 x 1200 | 1680 x 1050

Bem, é isso, agora é com você – baixe e deixe o seu computador com a sua cara, ou melhor, com a “cara” do fanático jogo Resident Evil 5.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Shadow Complex – Um shooter de tirar o fôlego

Todos acreditavam que o mais novo trabalho da Epic seria uma nova versão de Unreal ou de Gears of War. Bem, todos estavam enganados. Desta vez, a Epic, ou melhor, sua divisão subsidiária Chair Entertainment traz Shadow Complex, um shooter game 2D com ambientação em 3D desenvolvido para o XBLA (de um jeito que vai fazer você se arrepender de não ter comprado um XBox 360!).

Quanto à profundidade de enredo e movimentação em cenários, o jogo está sendo comparado (e de forma muito bem acertada) ao clássico Super Metroid. Quem se lembra deste jogo (e eu lembro muito bem, tenho inclusive o cartucho aqui, está só precisando de uma limpadinha para voltar a jogar, mas continuemos com o nosso assunto…), sabe que nele você precisa explorar muito bem os vários ambientes procurando itens e armas que poderão ajudá-lo a alcançar certas partes do cenário.

Em Shadow Complex, você possui diversos elementos em comum com o terceiro jogo da série Metroid, como a presença de um minimapa (na verdade, isso faz parte de Metroid Fusion, o quarto jogo da série), muitos armamentos, diversas áreas a explorar e o jogador precisa responder bem e rapidamente a diversas possíveis situações.

Se me permite comparar, este jogo lembra-me bastante também um jogo de PlayStation 1 que há muito tempo não vejo, se bem me lembro chamado Rebel Assault (procurei imagens para confirmar o nome, mas somente encontrei referências para o jogo da série Star Wars). Nele, você possui um mundo 3D em que grande parte dele você percorre movimentando-se quase que somente em 2D (largura e altura da tela) tendo pouca liberdade para mover-se em profundidade.

Shadow Complex apresenta gráficos muito bons e a maior parte de sua trama é narrada por meio de diálogos durante o jogo, reduzindo assim as interrupções da ação com CGs. Os efeitos gráficos estão bem apelativos e devem agradar a maioria dos jogadores que curtem jogos do gênero.

Veja agora este teaser do jogo:

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Gunrox Zombie Encounter – um super flash zombie game!

Há muito tempo não divulgo aqui um flash game, mas estou realmente empolgado jogando Gunrox Zombie Encounter – jogo onde você é um policial armado e preparado para defender os cidadãos de uma cidade contra uma grande horda de zumbis que tomaram as ruas!

Você começa com uma pistola, mas você poderá comprar várias outras com o dinheiro que ganhar nas missões (você pode recolher dinheiro pelas ruas, bem como ganha dinheiro de acordo com a quantidade de cidadãos que sobreviverem em cada missão).

Pistolas, shotguns, rifles, submachines, beretas, lança-granadas e armaduras – e isso é somente parte de todo o arsenal à sua disposição! E o melhor de tudo é que as armas não significam somente poder de dano – há uma ocasião mais adequada para o uso de cada uma delas!


Clique para jogar Gunrox Zombie Encounter

Posso dizer que este jogo possui um excelente trabalho de Game Design, Arte Gráfica e Composição Sonora – claro, este é mais um jogo da Enkord, empresa desenvolvedora dos jogos da série Clash’n’Slash, o que esperar deles senão outro jogaço? 🙂

Há inúmeros níveis e cada cenário possui suas peculiaridades: em alguns, a população bem como os zumbis estão completamente dispersos pelo mapa, em outros, você se encontrará no meio dos zumbis e deve correr para se proteger e impedir que eles alcancem as pessoas!

Muitos tiros, armas, zumbis e adrenalina – é assim que Gunrox Zombie Encounter se tornou uma grande receita de como fazer um zombie game.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS